Vivemos em uma sociedade que valoriza o sucesso financeiro, o cargo e a beleza. Estudos mostram que a felicidade é alcançada ao focarmos em fatores intrínsecos – crescimento pessoal, relacionamentos e ajudar o mundo. O Ikigai é a razão de viver, segundo os japoneses, e é a combinação da paixão, missão, vocação e profissão. Lógico que todos que conhecem o conceito do IKIGAI ficam encantados. Porém, como alcançar o IKIGAI?

O desafio das pessoas é conseguir criar estratégias para quebrar os modelos de competição/escassez, vestibular e busca do “melhor emprego”.

Este artigo quem o objetivo de provocar reflexões sobre como podemos unir IKIGAI e Neurociência para buscar a FELICIDADE.

O Ikigai é representado pelo gráfico.

Segundo o Neuromarketing nosso cérebro é dividido em 3 partes:

  • Cérebro Reptiliano ou Cérebro Basal ou Tronco Cerebral, ou ainda, como o chamou MacLean, “R-complex”, é formado apenas pela Medula Espinhal e pelas porções basais do Prosencéfalo.
  • Cérebro Límbico ou Cérebro Emocional, que é o Cérebro dos Mamíferos Inferiores, ou “Paleommamalian Brain”, é o segundo nível funcional do sistema nervoso e, além dos componentes do cérebro reptiliano, conta com os núcleos da base do Telencéfalo, responsáveis pela motricidade grosseira, pelo Diencéfalo, constituído por Tálamo, Hipotálamo, Epitálamo, Giro do Cíngulo, Hipocampo (Memória) e Parahipocampo.
  • O Cérebro Neocórtex ou Cérebro Racional, conhecido também apenas como neocórtex, é composto pelo córtex telencefálico. Esse por sua vez é dividido em lobos (ou regiões):

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *