Sociedade dos Poetas Mortos é um filme clássico de 1989 e é como uma viagem no tempo, pois assisti quando estava cursando engenharia elétrica na Unicamp. Eu era um jovem cheio de sonhos como os garotos do filme e, na época, eu não consegui compreender a profundidade da mensagem do filme.

“Carpe Diem. Aproveite o dia. Tornem suas vidas extraordinárias.”
John Keating (Robin Willians) – Sociedade dos Poetas Mortos

A expressão CARPE DIEM se tornou popular depois do filme.

Existe um poema dentro de você

Um dos garotos – Todd Anderson – representado pelo ator Ethan Hawke é muito tímido e tem muito medo de falar em público. Nesta cena, o professor Keating o ajuda a descobrir a poesia dentro dele.

A cena final (desculpem o spoiler) é inspiradora para lembrarmos que devemos ter coragem de honrar quem fez a diferença nas nossas vidas.


Vejam um belo resumo do filme.

https://www.culturagenial.com/filme-sociedade-dos-poetas-mortos/

Sociedade dos Poetas Mortos (Dead Poets Society), dirigido por Peter Weir, foi um dos filmes mais marcantes do cinema norte-americano da década de noventa. A obra tece uma severa crítica ao sistema de ensino tradicional.

Em termos de público, o longa-metragem foi uma das 10 maiores bilheterias de 1990 nos Estados Unidos e uma das cinco maiores internacionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *